metricas website

5 técnicas para usar no seu site pensando em SEO

(Reading time: 3 - 6 minutes)

Se você tem um site ou é responsável por gerenciar um, precisa aprender diversas técnicas de SEO para poder garantir um bom posicionamento nos motores de busca.

Por exemplo, só o Google tem mais de 100 bilhões de buscas mensais. Isso significa que montar o seu site com técnicas de SEO ajudará a canalizar parte dessa demanda para a sua página e estratégia de marketing digital.

Quer aprender as principais técnicas de SEO e como colocá-las em prática no seu site? Então siga a leitura do artigo abaixo!

1. Entenda quais são as técnicas de SEO recomendadas pelo Google

O principal motor de busca do mundo é o Google, que domina 92% de todas as buscas feitas na Internet no momento.

Por isso, é seguro dizer que as determinações do Google são essenciais para nortear as suas escolhas de otimização para o site que gerencia. Afinal, se 9 em cada 10 buscas são feitas por ali, é importante que a sua página esteja otimizada para esse caminho.

Por isso, é importante entender quais são as técnicas de SEO recomendadas pelo Google e dominar qual é a intenção do buscador de longo prazo. Isso porque o Google sempre faz atualizações e, caso você não esteja de acordo com a estratégia do buscador de longo prazo, poderá perder tráfego quando uma mudança ocorrer.

Assim, o ideal é focar no fato de que o Google busca por conteúdos orgânicos, naturais, que realmente tragam valor aos usuários e  respondam suas dúvidas, em vez de textos artificiais, pensados apenas em atrair pessoas, sem oferecer valor real.

2. Crie conteúdo otimizado e com bastante densidade

Em termos de conteúdos que serão publicados no seu site, o mínimo para um ranqueamento em primeira página é de 1.890 palavras, segundo um estudo publicado pelo Backlinko. Nessa pesquisa, eles analisaram 1 milhão de buscas e descobriram que há uma correlação sensível entre o tamanho do conteúdo e a sua posição de ranqueamento.

Assim, textos ao redor de 2.000 palavras (ou, mais adequadamente, 1.890 palavras) são aqueles que têm melhor resultado no ranqueamento.

Além disso, é importante ter em mente que é preciso respeitar uma certa densidade de ocorrências da palavra-chave do artigo. O ideal é que ela fique entre 0,5% e 1%, sem superar muito isso.

Por exemplo, se o seu texto terá 2.000 palavras, então a palavra-chave deve aparecer de 10 a 20 vezes. Se precisar usar o termo mais vezes, opte por aplicar variações sintáticas que sejam importantes para o conteúdo.

Assim, um texto de 2.000 palavras sobre "plantas caseiras" deve ter a ocorrência dessa palavra-chave de 10 a 20 vezes, mas também pode ter a presença de termos como:

  • "plantas para ter em casa";
  • "flores caseiras";
  • "plantas do lar";
  • "plantas residenciais";
  • "plantinhas caseiras".

hospedagem de sites

3. Otimize suas landing pages para obter mais tráfego

Lembra que dissemos que o Google favorece os conteúdos que realmente entregam valor para o usuário? Pois bem, como avaliar se uma página entregou aquilo que a pessoa quer?

Para isso, o Google usa uma série de métricas e indicadores de desempenho para deduzir se o conteúdo foi de valor para o usuário.

Por exemplo, se a pessoa entra no seu site e sai logo depois, ou seja, tem um curtíssimo tempo de sessão, o Google compreende que ela não encontrou o que queria.

Outro elemento que determina se a pessoa recebeu ou não o que esperava é a sua taxa de conversão, especialmente em landing pages. Se ela for muito baixa, o Google compreende que o conteúdo não é do interesse do usuário e deixa de recomendar o seu site.

Por isso, é importante ter landing pages otimizadas por via de sucessivos testes A/B de modo a garantir que todos os elementos estão perfeitamente alinhados para guiar o usuário a uma conversão.

Isso aumentará ao máximo possível a sua taxa de conversão e melhorará o posicionamento da sua landing page no Google como um todo.

4. Faça posts de roundup sobre sua área

Uma vez, o especialista Neil Patel realizou uma ação com influenciadoras no Instagram com a mensagem “Quem é Neil Patel?”. O objetivo era fazer as pessoas buscarem o nome dele no Google e cair no seu site.

No entanto, esse público não era um público especializado e que converteria em clientes para ele. Então por que ele fez essa estratégia?

Quando perguntado, Patel explicou que “entre a BMW e a Mercedes, o Google exibirá quem tem mais visitas quando buscarem por ‘carros de luxo’”.

Ou seja: é importante que você tenha um bom fluxo de visitas para ficar acima de seus concorrentes no Google.

Uma forma de fazer isso e ainda atrair público especializado é através de um post roundup. Esse tipo de post é aqueles conteúdos que reúnem a opinião de especialistas sobre um determinado assunto.

O benefício deles é que, além de ser um conteúdo de valor e uma ótima oportunidade de trocar link building, ainda atrairá uma bom fluxo de público para o seu site.

Afinal, todos os especialistas ouvidos vão compartilhar o link com os seus seguidores nas redes sociais.

5. Hospede sua página em um servidor rápido e de qualidade

Uma das métricas mais importantes dentro de uma estratégia de SEO é a velocidade de carregamento de um site a sua disponibilidade.

Uma página que vive caindo e ficando indisponível, além de ter um tempo de carregamento muito demorado, costuma ter muita dificuldade de ranquear na primeira página do Google.

E, como mostra uma pesquisa do próprio Neil Patel que citamos antes, 75% de todas as pesquisas do Google terminam na primeira página. Ou seja: se você não estiver nela, dificilmente receberá visitas de forma consistente.

Portanto, uma das mais eficazes técnicas de SEO é buscar uma boa hospedagem de sites, capaz de manter sua página no ar o tempo todo e ter uma boa velocidade na hora de servir os seus visitantes.

E aí, gostou de aprender essas cinco técnicas de SEO para aplicar hoje mesmo no seu conteúdo? Então não esqueça de deixar um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto!