5 coisas que você precisa saber antes de criar seu portfólio

5 coisas que você precisa saber antes de criar seu portfólio

Se você já é designer ou está iniciando na área, e está com dúvidas sobre portfólio, você está no lugar certo. Neste post, vamos abordar cinco coisas que você precisa saber antes de criar seu portfólio, que certamente vão te ajudar. Confira!

Alguns designers se sentem extremamente perdidos na hora de começar a organizar o portfólio. Outros, no entanto, não dão a devida importância para ele. Porém, quando participamos de um processo seletivo, o nosso portfólio é tão importante quanto um currículo bem estruturado. Então, se você está com algumas dúvidas a respeito da organização de seu portfólio, as dicas abaixo serão super úteis.

1. Defina qual será o formato de seu portfólio: Web vs. Impresso

Ambos possuem importância inquestionável, mas qual é o mais adequado para sua necessidade?

Portfólio impresso

O portfólio impresso é o mais recomendado para você apresentar em reuniões com clientes, porque não dependerá de baterias e conexão para mostrá-lo, e sempre terá à mão os seus melhores trabalhos.

Entretanto, um portfólio impresso sempre precisará ser atualizado, exigindo mais tempo e dinheiro para sua produção. Por isso, é recomendado que ele fosse impresso somente depois que todas as suas estruturas já estejam em ordem, ou sempre terá que readaptá-lo.

Um portfólio impresso pode ser organizado em pasta ou encadernado, e não é nada além de que um projeto editorial como qualquer outro.

Portfólio online

Um portfólio online é bem mais econômico e prático, pois pode ser enviado por e-mail (no formato de PDF) e/ou ser mantido em algum site. O ponto negativo é que em reuniões presenciais, por exemplo, você sempre estará dependendo de baterias e/ou conexão.

Atualmente existem dezenas de plataformas para hospedagens de portfólio, e vamos conhecer algumas delas a seguir.

2. Escolha a plataforma ideal para você

Behance

O Behance é o mais indicado para rede de contatos, busca de referências e ainda permite que você organize seus projetos por categorias. Ele possui sistema de feedback de outros usuários, sendo o mais indicado para freelancers e pessoas que estão em busca de parcerias.

DeviantArt

Ele é mais voltado para artistas da área de ilustração e fotografia, possui um sistema de galeria de imagens e ainda conta com a possibilidade de ingressar em grupos que compartilhem informações de uma só área. A plataforma possui um sistema de encomendas e trocas de serviços, sendo o mais indicado para artistas freelancers ingressarem no mercado.

Carbonmade

É uma das redes de hospedagem mais conhecidas por ser extremamente rápida e leve. O pacote gratuito possui algumas limitações a respeito da quantidade de templates para editar o seu portfólio.

Portfóliobox

É a plataforma mais recomendada para quem quer manter um portfólio online apenas seu, e com a “sua cara”. Ele possui um plano gratuito bem completo, e um plano pago para quem quer usufruir de mais recursos. Mesmo com o plano gratuito, é possível montar uma espécie de “site” apenas seu, onde pode editar layout, páginas e fazer uploads de seus projetos.

Cargo Collective

É um dos mais completos do mercado, principalmente para quem quer editar os templates com HTML e CSS, assim, você consegue deixar seu portfólio exatamente como imaginou!

3. Selecione e organize

Há quem diga que “quanto mais, melhor”, porém, esse conceito fica de lado na hora de montar seu portfólio. É recomendado selecionar apenas os melhores projetos, seja eles profissionais ou pessoais, e sempre vale lembrar que em um portfólio entra apenas projetos autorais!

Então ao começar a selecionar os seus melhores projetos, crie um padrão para cada um, os dividindo em:

- Explicação sobre o projeto
- Conceito
- Processo criativo/ metodologia
- Projeto finalizado

A organização do portfólio fica ao seu critério, e pode ser feita em:

- Ordem cronológica

- Categoria

- Tema ou segmento

No seu portfólio você pode também adicionar uma cópia mais estilizada de seu currículo, além de uma ficha sobre você, isso ajuda a empresa e clientes a te conhecerem ainda mais por meio de seus projetos.

4. Mantenha sempre atualizado

Lembre-se de atualizar seu portfólio com seus novos projetos. Alguns designers cometem o erro de fazê-lo e largá-lo, mas seu portfólio necessita de novidades sempre!

Em caso de portfólio impresso, organize um calendário para você sempre mexer nos arquivos naquele período, já no caso de portfólio para web, ele pode ser atualizado sempre que um novo projeto for finalizado.

5. Prepare-se para o feedback

Ao nos colocarmos numa vitrine como a internet, temos que estar preparados para qualquer tipo de feedback, seja ele positivo ou negativo. Então, é essencial que esteja preparado e aberto para críticas referentes aos seus projetos.

Muitas pessoas acabam desistindo da ideia de montar um portfólio por timidez ou então por medo de críticas negativas, e isso atrapalha muito a sua vida profissional como designer. Então, a melhor maneira de perder essa insegurança, é dar o primeiro passo e se preparar para se lançar no mercado, aprendendo a levar em consideração críticas construtivas e evoluir com elas.